Maltês

Maltês
Março 6, 2012 AlexKB

MALTÊS

Históriada Raça
Assim como muitas raças antigas, também o Maltes tem suas origens incertas. Muitos acreditam que os Malteses foram desenvolvidos na Ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo, no entanto já existem várias teorias que defendem a origem da raça como sendo asiática. Na verdade foram encontradas evidências de cães similares aos Malteses de hoje, em desenhos que datam de 5.000 a 2.000 anos antes de Cristo. Ainda segundo a teoria de que os Malteses são originários da Ásia, ele teriam sido introduzidos no continente europeu pela migração de tribos nômades. A Ilha de Malta (na época chamada Melita) era um ponto geográfico central e importante na rota dos exploradores daquela época e estes pequenos cães teriam sido usados como “moeda” na troca por mercadorias.

maltes1 (Copy)

Uma coisa é fato: Esta raça é bastante antiga e já apareciam nos escritos da Grécia antiga, bem como nas pinturas dos santuários egípcios.

maltes2 (Copy)

O Maltês ganhou popularidade na França do século 15. Ele aparece visivelmente em uma famosa peça de tapeçaria chamada “Mulher e o Unicórnio”. Há opiniões diversas sobre como cão Maltês chegou nas ilhas britânicas, mas provavelmente foi levado para lá quando os cruzados voltaram para casa. Até o final do século 16 o cão Maltês já havia se tornado um animal de estimação e companhia para as mulheres. A arte do final da Idade Média revela muitas descrições do cão maltês na França, bem como na Alemanha.

maltes3 (Copy)

Entre os séculos 17 e 18, foi feita uma tentativa de diminuir o tamanho da raça, quando chegou a ser praticamente destruída.Carlos Lineu relata que estes cães chegavam a ter o tamanho de um esquilo. Além de que havia parentesco com raças estranhas misturados a raça – especialmente spaniels e miniaturas de poodles, além de cães em miniatura que foram trazidos da Ásia Oriental para a Inglaterra através do oeste da Índia, sendo misturadas com o cão maltês. De certa maneira isto salvou o cão maltês, mas fez a raça tão heterogéneo que várias raças foram derivadas foram formadas. Doutor Wallher e Reichenbach, em 1817, lista sete raças diferentes do cão maltês e nove raças em 1836. O aspecto atual da raça se deve grande parte aos criadores Ingleses que tiveram o cuidado necessário para a preservação da linhagem.

maltes4 (Copy)

Vivendo um período de glória no Brasil, o Maltês vem conquistando espaço cada vez maior na cinofilia nacional.

Em 1996, entrou para o grupo das vinte raças com mais nascimentos registrados ao ano. Em 1999, estava entre as 15.
Em 2000, já estreava no concorrido rol das dez mais. De lá para cá continua caminhando rumo ao topo .
E tem mais: é aqui, em plena cinofilia verde-amarela, que o alvo cãozinho desfruta hoje sua mais prestigiada posição na criação mundial.
Os dados das maiores e mais importantes cinofilias do globo atestam: somente no Brasil o Maltês tem um posto entre as dez raças mais registradas, somente no Brasil ele representa
quase 4% do total anual de nascimentos de todas as raças.

maltes5 (Copy)

Comportamento da raça

Estes cachorrinhos são amigos, leais e muito devotados aos seus donos. Nem sempre são um poço de simpatia com estranhos, na verdade a maioria é educadamente distante de pessoas que eles não conhecem. Apesar do seu tamanho reduzido e aparência frágil, os Malteses têm um grande capacidade de adaptação a diferentes condições climáticas. São facilmente mantidos num apartamento e exigem pouca quantidade exercícios. Mas não pense que ele vai ficar o dia todo deitado num sofá. A menos que o dono esteja por perto, o Maltês adora ficar andando de um lado para o outro atrás das pessoas da casa.

maltes6 (Copy)

Malteses são fáceis de treinar e são obedientes se você conseguir convencê-los que serão bem recompensados. As recompensas no entanto não são necessariamente comida, já que tal como sua aparência, eles costuma ter um paladar refinado e exigente.

maltes7 (Copy)

De um modo em geral os Malteses são bastante amigáveis com outros cães, animais domésticos, ou pessoas que costumam freqüentar a casa da família. Adoram atenção e companhia e por isso mesmo devem ser incentivados a brincarem sozinhos e a se tornar mais independente, principalmente se os donos trabalham o dia todo fora.

maltes8 (Copy)

Com os donos são perfeitos companheiros. Dóceis e atentos aceitam bem disciplina e são relativamente fáceis de treinar para fazer xixi e cocô no lugar correto. Quando filhotes adoram brincar, são inteligentes e cheios de vida. Ao atingir a idade adulta adoram ficar no colo ou passando horas deitados perto do dono, com o maior prazer.

maltes9 (Copy)

Ao contrário do que seu tamanho diminuto pode sugerir, Malteses parecem não ter medo. De fato, muitos Malteses parecem relativamente indiferentes à criaturas/objetos maiores que eles mesmo (a não ser, claro, o seu dono). Eles estão entre os cães pequenos mais dóceis, ainda que vívidos e brincalhões assim como energéticos.

maltes10 (Copy)

Entretanto devido ao seu tamanho e a sua fragilidade, os Malteses não são recomendados para famílias com crianças pequenas, pois podem ser facilmente machucados por estas, e por causa de sua docilidade, sequer reagem para se defender. O maltês tem se destacado nas exposições oficiais organizadas pela CBKC, por ser um cachorro de extrema beleza e temperamento, nesses campeonatos são avaliados não só a beleza do exemplar, mas também o temperamento, que deve ser dócil e vivaz, a movimentação e dentição, dentre outros importantes itens, são julgados por juízes conceituados, competindo de igual para igual com cachorros de grande porte, onde em muitas das vezes obtém classificações de primeiro lugar.

maltes11 (Copy)

Esperto como poucos, o Maltês, no livro The RightDog for You, do comportamentalista Daniel Tortora, mereceu qualificação alta nos itens capacidade de aprendizado por conta própria e capacidade de solução de problemas. Na prática, é o tipo de cachorro que dá um jeito de resolver – ou pelo menos de fazer com que resolvam – alguns pepinos básicos do dia-a-dia.
Por exemplo, mostrar para alguém que a vasilha de água está vazia e que precisa, portanto, ser reabastecida.
Também sobressai por associar causa e conseqüência. Exemplo clássico: ficar alegre, demonstrando já saber que vai passear, só de ver o dono pegando a coleira.
Ou desaparecer quando se aproximam dele com a toalha de banho na mão ou com algum medicamento cujo gosto deteste.
“Dar remédio para o Maltês só costuma ser fácil na primeira vez; depois que experimenta e acha ruim, foge correndo só de nos ver segurando a embalagem”

 

maltes12 (Copy)

 

Características:

maltes13 (Copy)

APARÊNCIA GERAL
Cão pequeno, tronco alongado, com uma pelagem branca e bem longa, muito elegante, de cabeça erguida, com confiança e imponência.

PROPORÇOES IMPORTANTES
o comprimento do tronco ultrapassa, em torno de 38% a altura na cernelha. O comprimento da cabeça é igual a 65% da altura no cernelha

CABEÇA
de comprimento igual a 65% do altura na cernelha. Tendendo a larga, um pouco maior que a metade do comprimento.

TRUFA
vista de perfil, fica no alinhamento da cana nasal. A linha anterior da focinho é vertical. Volumosa, arredondada e com os narinas abertas. É, rigorosamente, pigmentada de preto.

FOCINHO
comprimento é igual 65% do comprimento total da cabeça, portanto, menor que a metade. As regiões sub-orbitais são bem cinzeladas. A altura é um pouco menor que 20% da comprimento.

LÁBIOS
vistos de frente, a oclusão dos lábios forma um semicírculo bem aberta. Desenvolvendo-se na mesma profundidade da comissura. Os lábios superiores tocam, perfeitamente ajustados, as inferiores, em todo sua extensão, de modo que alinha interior fica delineada pela mandíbula. A rima labial é, também rigorosamente pigmentada de preto.

MAXILARES
moderadamente desenvolvidos, de aparência leve e perfeitamente articulados. A mandíbula forma a linha inferior, reta, com a ponta do queixo em articulação normognata.

DENTES
as arcadas dentárias articulam-se perfeitamente e os incisivos fazem a oclusão em tesoura. Os dentes são brancos, bem desenvolvidos e numericamente completas.

OLHOS
de tamanho maior do que seria normal, abertos. de contorno tendendo ao redondo, pálpebras bem ajustadas, de inserção frontal aflorante, um tonta ressaltados, jamais profunda. De cor ocre carregado e a orla das pálpebras preta. Vistos de frente, o esclerótica deve permanecer oculta.

ORELHAS
de formato tendendo ao triângulo em torno de 33% do comprimento. Inserção alta, acima das arcadas zigomáticas, portadas pendentes, caídas rente às faces. Pouca mobilidade.

TRONCO
o comprimento, medido da ponta do ombro à ponta da nádega, é 38% maior que a altura cernelha.

CERNELHA
ligeiramente acima da linha superior.

CAUDA
inserção no alinhamento da garupa, é grossa na raiz, terminando em ponta. Comprimento em torna ate 60% da altura no cernelha, formando uma grande curva, cuja ponta recai sabre a linha central da anca, tocando a garupa. A garupa fazendo uma curva lateral para um dos lados do tronco, é tolerada.

MOVIMENTAÇÃO
uniforme, rasante, fluente, com passadas curtas e muito rápidas no trote.

PELAGEM
Com textura sedosa e aspecto brilhante, é distribuido perfeitamente sobre todo o corpo, permanece lisa ao longo da linha superior, sem indício de ondulação ou encaracolado
A pelagem do tronco, deve cair como um manto bem assentado, modelando-se ao corpo sem formar mechas ou tufos

As mechas e tufos são admitidos quando ocorrem nos membros anteriores e posteriores desde o joelho até abaixo até das patas.
Possui pelagem longa na cabeça, no topo do crânio, caindo de maneira uniforme e confundindo-se com a barba, mesclando-se com a das orelhas. Na cauda, os pêlos caem de um só lado do tronco, quer dizer, sobre um dos flancos e sobre a coxa, o comprimento alcança os jarretes.

maltes14 (Copy)

COR
branco puro, admitindo-se o marfim pálido. Traços de laranja pálido, sob a condição que pareçam pêlos sedosos, são admitidos, mas indesejáveis, constituindo, portanto, uma imperfeição, dando a impressão de pêlos sujos.

maltes15 (Copy)

TALHE
altura para as machos 21 a 25cm no cernelha.

Para as fêmeas de 20 a 23cm. Pesa – de 3 a 4 quilos.

SAÚDE
Os Malteses são genericamente uma raça saudável com poucos problemas inerentes. Alguns problemas vistos são luxação da rótula,WhiteShakerDogSyndrome, shunt portosistémico do fígado e atrofia progressiva da retina. A média de vida está entre 16 a 19 anos. Muitas pessoas gostam do “micro maltês”, mas a raça não é desse tamanho apesar de ser a menor raça branca do mundo . Os malteses pesam em média 3 kg e sua altura varia de 22 a 25 cm. Maltes “micro” não existe, eles apenas são filhotes que nascem menor que os irmãos de ninhadas, porém a busca por cães pequenos, minusculos se possivel, é tão grande que algumas pessoas enganam pessoas que não conhecem sobre o padrão da raça, e vendem esses cães por valores altissimos por se dizerem malteses “pequenos”, que muito pelo ao contrario de tantas vantagens de um cão pequeno, está sujeito a muitas doenças e são mais frageis que um maltes “normal”.

maltes16 (Copy)

BANHO
Equipamentos necessários:

Condicionador
Escova macia
Óleo para o pêlo
Algodão
Creme de cachorros
Shampoo para cachorros/Anti pulga
Pente ou escova (é necessário depois do banho)
Perfume(tambèm depois do banho,OBS: não use no olho ou no nariz senão ele ou ela pode ter uma alergia)
O tempo gasto na tarefa de escovar seu cãozinho vai diminuir gradativamente. As escovas ideais para o Maltês são as de cerdas duras, uma escova de pinos de aço longos também pode ser útil.
Evite cerdas de nylon, elas quebram os pêlos.
O Maltês deve ser escovado enquanto seco. Comece pelo quarto traseiro, passando para o quarto dianteiro. Seque o corpo e a cauda primeiro, deixe a cabeça por último. Certifique-se que todas as camadas da pelagem estão secas.
Após secar seu cãozinho, use um pente de aço.
Não esqueça de marcar bem a linha divisória do pêlo desde a cabeça, passando pelo centro do pescoço, seguindo pela espinha dorsal até o rabo.
Como ele é branco, se ficar encardido, o banho vai ter que ser mais demorado e, portanto, mais incômodo para o cachorro. Se você conseguir manter a limpeza de seu Maltês com banhos rápidos, passando uma mão de xampu no filhotinho todas as vezes que ele ficar levemente sujinho, você evita banhos demorados.
Ele precisa se familiarizar com escova, pente, secador lacinhos e mãos tocando-o durante todo tempo.
As patinhas do Maltês também merecem atenção, entre as almofadinhas plantares das patas dianteiras e traseiras nascem pêlos que se não forem aparados podem causar problemas de postura. O animalzinho tem que ter firmeza ao caminhar e os pêlos fazem com que ele escorregue e apóieerrado o membro. É simples, com uma tesoura aparam-se os pêlos. Se tiver medo de machucá-lo, peça ajuda a um profissional. No caso dos pelos estarem ressecados nas pontas é aconselhável que se tose cerce de um cm e hidrate com óleo de lavanda. Se a pelagem tiver uma falha muito grande causada por alergia ou acidente, o melhor a fazer é tosar totalmente, para o pêlo crescer por igual.
A maior causa de nós nos pêlos é a sujeira. O cãozinho que vive sempre ao ar livre vai ter mais problemas, mas não se desespere, se você acha que a manutenção do pêlo longo será muito difícil, você pode encurtá-lo até um comprimento de mais fácil manejo, não esquecendo que os cuidados devem ser os mesmos.
O ouvido do Maltês é muito sensível, evite deixá-lo molhado ou sujo. Após o banho passe uma haste de algodão, com cuidado.
Certifique-se sempre que os ouvidos estão bem secos e limpos, evitando inflamações. Um Maltês deve ser escovado da cabeça à cauda, prestando atenção a cada parte, principalmente as que tendem a embaraçar mais facilmente, como atrás das orelhas, abaixo do cotovelo e no quarto traseiro. A escovação deve ser feita com cuidado para ano puxar e quebrar os fios. Para ter uma pelagem perfeita, o Maltês requer muito tempo e paciência. Mas aos poucos você vai se acostumar.
Ao dar banho em seu cãozinho é preciso cuidado para não resfriá-lo e na hora da secagem não danificar o delicado pêlo com temperatura alta do secador.
Na hora do banho é recomendável que se coloque um algodão em cada ouvido para evitar umidade. Não deixe que ele tome vento depois do banho, evitando, assim, uma inflação nos ouvidos.
O banho deve ser dado sempre que necessário.
Existem xampus importados especialmente desenvolvidos para o Maltês. Caso não seja possível escolha xampu e condicionador neutro, de preferência da linha infantil.
O Maltês tem a pele muito sensível, por isso quanto mais suave o xampu menor a possibilidade de irritações e alergias.
Quando o banho terminar, seque levemente seu cachorro com uma toalha e depois com o secador. Sempre use ar morno. O ar quente tende ressecar o pêlo deixando-o opaco e quebradiço. A hora de secar seu cãozinho é que vai determinar sua aparência final, não basta um ótimo xampu, se você não souber secá-lo corretamente.
Os cuidados e a manutenção da pelagem do Maltês requer muita paciência. A falta de zelo acarreta nós no pêlo, embaraçando-o e tornando mais difícil a hora de pentear. A escovação periódica deve ser feita desde filhote, principalmente para que ele se acostume com o demorado ritual de escovação pelo qual vai passar quando adulto.

1
CUIDADOS

Assim como seus parentes Poodle, BichonFrisé, LhasaApso e ShihTzu, são considerados altamente hipoalergênicos e pessoas que são alérgicas a cães não são alérgicas aos Malteses. São necessários o banho e pentear regularmente para previnir que seu pêlo perca o brilho. Outro hábito que se deve ter desde cedo é o da escovação. Só uma escovação diária pode deixar o pêlo do Maltês lindo como o que normalmente aparece nas fotos. A pelagem do Maltês é formada por pêlos finos e sem sub-pêlo. O banho tem que ser semanal. Uma outra vantagem sobre outras raças, é que mesmo depois de uma semana sem tomar banho, os Malteses nao exalam cheiro de cachorro que os demais cães soltam. Muitos donos mantêm seus Malteses aparados com um “corte de filhote”, corte que faz o cão parecer um filhote. Manchas negras perto do olho (“manchas de lágrimas”) podem ser um problema nessa raça, e na maioria das vezes é em função da quantidade de água de cada olho do cão e do tamanho dos dutos lacrimais. Se a face é mantida seca e limpa diariamente, as manchas podem ser minimizadas. Se os Malteses são cuidados propriamente, terão um lindo pêlo liso e perfeito. É bom evitar que o Maltês brinque na grama ou quintal, pois isso acaba com sua pelagem. Ele é um cãozinho para viver somente dentro de casa. Não fica doente se mantido sempre limpo, dentro de casa e em companhia dos humanos que ama sem restrições

maltes18 (Copy)

 

ALIMENTAÇÃO
A melhor alimentação para um filhote é uma ração de boa qualidade, porque nela encontram-se todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento do seu cãozinho. As rações são balanceadas e oferecem qualidade na alimentação. Independente da quantidade que o filhote ingerir, ele vai estar sempre bem alimentado. Até os dois meses de idade, ofereça ração umedecida, a partir dos dois meses de ração seca. Não deixe a panelinha de ração umedecida à disposição do filhote por mais de duas horas, ela pode fermentar e fazer mal a ele.
O filhote deve comer a vontade, mas para educá-lo a ter hora certa para evacuar é preciso tirar a panela de ração depois que ele comer o suficiente. Isso deve ser feito somente após os três meses de idade.
Dar um pedacinho do que você está comendo não fará mal, mas seria melhor que não acostumasse o cachorro com esse tipo de mimo.
A ração é um alimento completo. Os petiscos próprios para cães são bem-vindos, tanto os biscoitos, quanto os bifinhos encontrados em diversos sabores.

Tendência para engordar:
A raça tem tendência para engordar, até porque a estrutura do Maltês é para ser gordinho, forte. Ele é socado e tem pescoço curto. Mas cuidado, ele tem tendência para engordar por falta de atividade, pois é um pouco preguiçoso. Por outro lado, ele não necessita de exercícios, o Maltês gosta de dormir, ficar em casa. Ele até anda para acompanhar seu dono, mas logo senta e pede colo. O melhor a fazer é alimentá-lo com boa ração e brincar com ele, colocá-lo em movimento mesmo que seja para correr atrás de um brinquedinho durante 15 minutos por dia, talvez assim, nem dono nem cãozinho tenham problemas de peso.

2

PROBLEMAS COMUNS A RAÇA
OTITE:

inflamação nos ouvidos
O ouvido de um cachorro é uma estrutura delicada que pode infeccionar mais facilmente em cães como o Maltês, que tem as orelhas caídas. Fique atento! Quando seu cãozinho sacudir ou coçar muito as orelhas, manter a cabeça pendendo para um lado ou ter mau cheiro, ele pode estar com algum problema nos ouvidos. As causas de infecção são várias: sabonete, água, ácaro, alergia e excesso de cera. Ouvido limpo e seco é ouvido saudável.

maltes20 (Copy)

DESVIO DE PATELA:

problemas nas rótulas
É causado por excesso de peso e piso excessivamente liso. Isso faz com que o cachorro se esforce mais para não escorregar e acaba prejudicando a postura. A prevenção é controlar o peso do cãozinho e preferir pisos mais ásperos, para facilitar sua andadura. Para curar, é preciso um tratamento com antiinflamatórios e procurar manter o cachorro num pequeno espaço para evitar movimentos bruscos, como pulos e corridas.

maltes21 (Copy)

FORMAÇÃO DE TÁRTARO:
A única maneira de se prevenir à formação de tártaro no cachorro é a limpeza freqüente de seus dentes. A partir dos oito meses de idade, você deve limpar os dentes do seu cãozinho com uma gaze, duas vezes por semana. Esse procedimento é o suficiente para evitar o tártaro. Para facilitar a limpeza, comece a limpar os dentinhos logo de pequenininho. Assim, quando ele tiver oito meses, já vai estar acostumado com isso.

maltes22 (Copy)

ECLÂMPSIA:
Acontece quando a cadela tem febres de 42 graus e convulsões causadas pela descalcificação muito rápida, que pode ocorrer durante a amamentação, podendo até levar a morte. O problema é controlado com cálcio ainda durante o final da gravidez. Mas não esqueça, peça sempre a orientação de um veterinário. Prevenir é o melhor remédio.

GRAVIDEZ PSICOLÓGICA:
A Maltês em especial tem uma necessidade muito grande de ter cria. Por isso é comum que algumas tenham a famosa gravidez psicológica. O dono pode detectar facilmente os sintomas. A cadela faz ninhos com brinquedos como se fossem filhotes, suas mamas enchem-se de leite e tudo leva a crer que ela está passando por uma gravidez. Esses distúrbios hormonais e psicológicos são causados pelo seu forte instinto maternal. Uma cadelinha que não cruzou pode ter gravidez psicológica só de ver outras com seus filhotes.

maltes23 (Copy)

MANCHAS DE LÁGRIMAS:
Durante o nascimento dos dentes, a lágrima tende a ser mais ácida, colorindo o pêlo. Caso as manchas apareçam no adulto, deve-se procurar ajuda médica para identificar a causa. Muitos veterinários acreditam que seja um problema hereditário.
Manter os pêlos fora dos olhos, colocando lacinhos, ajuda a prevenir a formação de manchas.

maltes24 (Copy)

Maltês e os famosos
Cãozinho maltês bate recorde de fotos com celebridades
Lucky já foi clicado com 363 famosos. Por isso, ele está na nova edição do Guinness

maltes25 (Copy)

Scheila Carvalho e o Maltês Flock

maltes26 (Copy)

Natália Guimarães & Pink

maltes27 (Copy)

Priscila Pires


maltes28 (Copy)

Angelina Muninz

maltes29 (Copy)

Claudia Leite

maltes30 (Copy)

Daniela Cicarelli

maltes31 (Copy)

Miley Cyrus

maltes32 (Copy)

Dani BanaNinha

maltes33 (Copy)

Luciana Gimenez

maltes34 (Copy)

Adriana Lima

maltes35 (Copy)

Isis Valverde

maltes36 (Copy)
Tande e Zack

maltes37 (Copy)
Dolce e Gabbana são os cachorrinhos da raça Maltês que fizeram sucesso em Fina Estampa

maltes38 (Copy)

 

maltes39 (Copy)

 

Maltês em Revistas

maltes40 (Copy) maltes41 (Copy)

Livros Maltês
O Maltês é um dos cães com maior aceitação nas grandes cidades do Brasil. É pequeno, dócil, simpático e perfeito para ser criado em apartamentos.

Essa obra objetiva levar conhecimento de interesse prático aos proprietários da raça ou para pessoas que estejam pensando em adquirir um exemplar e que desejam obter informações.
Conheça mais sobre esse lindo e simpático cãozinho e aprenda e aprenda a cuidar do seu amigo.
Assuntos Tratados: origem, criação, treinamento, cuidados, reprodução, banho e tosa, padrão oficial da raça, o filhote, o parto, higiene, alimentação, doenças e vacinas. E muito mais!
Autor: Márcio Infante Vieira (Médico Veterinário).
Editora: Prata.
Paginas: 126.
Edição: 1ª.

maltes42 (Copy)
Maltês – Série Conhecendo seu Melhor Amigo
• “Maltês” é o terceiro livro da série “Conhecendo Seu Melhor Amigo”, que tem como autores dois renomados especialistas em comportamento e saúde dos cães: Alexandre Rossi e Mauro Anselmo Alves. Os livros da série são ilustrados…
• Autor(es): Rossi, Alexandre
• Editora: Não informadoAno: 2007
• Gênero: Animais de Estimação
• Acabamento do Livro: Brochura

maltes43 (Copy)

 

PRESENTES

maltes44 (Copy)

maltes45 (Copy)

maltes46 (Copy)

maltes47 (Copy)

maltes48 (Copy)

maltes49 (Copy)

maltes50 (Copy)

maltes51 (Copy)

maltes52 (Copy)


maltes53 (Copy)

2

 

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*